Arquivo de fevereiro, 2006

FIZ PARA TI

sexta-feira, fevereiro 24th, 2006

 

FIZ PARA TI

 

Faz pouco tempo que te vi, mas senti forte a energia de teu ser; ela é tão pura que a gente sente, e me atraiu como se fosse um ímã, e sem querer em ti grudei.

 

Acredito em namoro no jardim, em presente, perfume e bilhetinho. O beijo do primeiro encontro tem o néctar das flores e um selinho dos passarinhos.

 

Tonto fiquei quando sorriste e até na calçada das musas tropecei; há quem diga que sou muito louco, só que não me entendem, e me assusto porque errei.

 

Insisto em que me compreendas, já que assim a ti me declarei, entreguei-te um coração sofrido, que quer ser feliz, podes crer; sou tímido, leal e sereno, não te assustes, mas como te amar, juro que sei. Cuida de mim, pois a solidão que estraga um coração, pode desmontar o mais lindo castelo que fiz para ti.

 

Marco as flores brancas do jardim, cujo aroma se confunde com o teu. Ontem catei conchas no mar de esperança, eram pequenas e grandes, não me lembro, esqueci, não sei… Só sei que nessa manhã, quem chamou por ti, fui eu!

 

Amo tudo que parece contigo, para não ficar pedindo os beijos que não te dei. Se soubesses onde me escondo em ti, certamente me sufocariam teus beijos. Apresso o passo na noite, turvas nuvens surgem logo cedo, o canto melancólico da coruja amedronta, mas não desisto, por ti andarei a noite inteira. (Luiz ALPIANO Viana) 

 

 

NANDA

domingo, fevereiro 19th, 2006

NANDA

 

Tu és inconteste doçura  

Aos olhos de quem te venera.

Destarte, Deus não tem dúvida.

Vai, segue, apressa-te.

 

As minas mataram crianças, e, aleijadas, outras deixaram.

Os filhos da guerra te amam, por teu trabalho incansável.

  

Na Africa do Sul, Mandela e tu 

Amam negros, brancos, e estropiados;

Ilumina longe, muito longe, tua luz abençoada.

 

Quem és tu, a final, que proclama igualdade, 

Como fez Irmã Dulce que veio doutra galáxia!

As crianças já brincam em paz!(Luiz ALPIANO Viana)

SÓ QUERO SER FELIZ

quarta-feira, fevereiro 8th, 2006

SÓ QUERO SER FELIZ!

 

Ninguém prevê os infortúnios da vida. O fim de um relacionamento é muito doloroso, e é difícil recomeçar uma relação idêntica.

 

Há coisas que provocam um enorme estrago numa relação: egoísmo, cobranças infundadas, ciúmes bobos! A vida a dois se tornará eterna, quando aceitar o outro com os erros e acertos que lhe são peculiares.  

 

Copo sujo na pia, cueca largada no banheiro, chinelo no meio da sala, livros fora do lugar, toalha molhada em cima da cama, tudo isso são personagens que moram dentro de casa, e infernizam a vida do casal. Se amasse mesmo, entenderia que perdoar é a solução para tudo, e não cairia no engodo da discussão. Hoje em dia, há brigas contantes até pela música de que o outro gosta. Como se desentender com a pessoa mais importante de sua vida? Por quê? Não tem explicação para isso.

 

Sua alma gêmea tem que ser especial, não pode ser um quebra-galho, um-faz-de-conta. Se não conseguiu o padrão desejado, apega-se com quem aparece primeiro?  É crudelíssima, sua atitude. É verdade que está insatisfeito, mas não crie mais problemas, além dos que já existem, pois está se matando e enganando a sim mesmo. Seja consciente e não brinque de casamento.

 

As uniões duradouras – que hoje são raras – se firmaram através da afeição, do respeito, da valorização humana e do amor verdadeiro, que nasce do coração de cada um de nós. Saiba que para ser feliz, precisa antes se amar muito. A felicidade está dentro de você. Procure-a com atenção e verá que tudo começará quando despertar para a realidade.   

 

Primeiramente ame-se, para usufruir os momentos bons que a vida lhe oferece, e, depois, ser completamente feliz. Descubra seus valores intrínsecos e coloque-os na pauta do dia como sendo prioridade absoluta em sua vida. A conclusão é uma surpresa que só você viverá. Por aí começam surgir os primeiros passos rumo à felicidade, que é tema secular em prosa e verso no mundo inteiro. Seja feliz. (Luiz ALPIANO Viana).

 

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: