O VAZIO DO DIA SEGUINTE

sábado, setembro 2nd, 2006

O VAZIO DO DIA SEGUINTE

 

Não deixes que te profanem

Como a multidão proclama.

Sê somente o que tu és,

Não procures quem te engana.

 

Exalas cheiros do agreste 

No leito às nuvens te leva

Aquele que tanto amas.

 

A boca que de beijar fica louca,

É a mesma que de desejos borbulha

Dá prazer ao homem de teu gosto

Que incendeia costumes em desusos

 

Gemes sem saber que é indecente,

Que os hóspedes escutam os grunhidos,

Que ecoam lascivos sem rimar,

Que acordam o que dorme a despedida.

 

Tempestade de beijo à noite inteira,

Casais se olvidam e mudam tudo.

Amam diferente dos demais,

Conservadores apostam que é loucura.

 

Deglutes saliva o tempo inteiro,

Versejas ária de Cantão.

Por que me ameaças com um adeus?

És louca, por que, então?

 

Á tarde em pranto descontente,

Tens saudades de tudo que passou.

Mísero amor é coisa de pedinte

Pior é o vazio que ficou.

 

Ama só àquele que te encanta,

Que fala ao sol, à lua e às estrelas. 

Sexo rápido é coisa de pimpolho,

Que é promíscuo e somente tu não vês!(Luiz Viana)

  

Anúncios

3 comentários em “O VAZIO DO DIA SEGUINTE

  1. Maryjô disse:

                                               Porque a ausência…saudades.

    Curtir

  2. sukhari disse:

    Que bom é viver o momento, soltar-se, deixar a emoção tomar conta…
    Chorar o choro que lava a alma, rir até não saber mais porque ou de que, cantar para lua…
    Ser a emoção, que nada cerceia.
    Depois, é depois……….Agora, quero ser feliz!
    Lúcia
     

    Curtir

  3. sukhari disse:

    Amor mísero, não atento aos desejos e sonhos do ser amado não é amor: é a forma mais completa de egoismo.
    E quando, depois que o outro se retira, nos perguntamos: o que recebi, amor ou sexo? O que dei, ou quanto de mim doei? Será esse questionamento tão ruim quanto não telefonar pouco mais tarde e dizer uma palavra de carinho, ou melhor?
    Sumir? Buscar outras pessoas? Afinal são tantos corações carentes…. ou enfrentar as mazelas do dia a dia, crescer juntos, contentar-se e unir a vida a outra ou continuar buscando…. até quando? o quê?
    Tristeza…. o coração sangra……  a desilusão vem quando notamos que o amor que nutrimos não é correspondido…. pequenas coisas, ausências, faltas, esquecimentos, gestos que esperamos e não vêm, aniversários esquecidos, silêncios, lacunas. Onde o romantismo, os bilhetinhos, as palavras carinhosas, os chocolates de outrora, as falas ao sol, à lua e às estrelas?
    Em pranto descontente choro com saudade tudo o que passou. Tenho apenas uma certeza: fui honesta, absolutamente fiel  em todos os momentos.
    No vazio do sonho que se desfaz, ecoa um grito:  POR QUE?  

     

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: