Arquivo de outubro, 2006

O POMAR DE AÚ

sexta-feira, outubro 20th, 2006

O POMAR DE AÚ

 

Estrelas azuis, e verdes

Me chamam de temeroso,

Que brilham como cristais

Com luzes incandescentes

Que lembram de minha aurora.

 

Um estaleiro de olhinhos,

Acesos, pequenininhos

Que me olha à noite toda,

Quem o colocou pra mim?

 

Foste tu, Aú, para me fazer sorri?

Foste Tu, Senhor, para eu ser temente a Ti?

 

Não me assustei;

Acredito que foi Deus.

 Nunca pisei em tão lindo tapete!

 

Chão em pluma de granizo

Que se assemelha a estrelas

Um pingo d’água argentino

Brilha mais que imagino.

 Foi Deus… foi Deus… foi Deus…(Luiz Viana)

 

%d blogueiros gostam disto: