Arquivo de outubro, 2010

ESTRELA SOLITÁRIA

sábado, outubro 2nd, 2010

ESTRELA SOLITÁRIA

 

Texto de Luiz Alpiano Viana

O caminho que me levou a você é o mesmo da volta.

 

Minhas mãos com o perfume de seu corpo não voltaram vazias; minha boca que deixou marcas por todo seu corpo não lhe foi mesquinha e nunca lhe descontentou quando mais me pedia…

 

Um dia, vez por outra, é bom sentir saudade! E eu até gostaria de ter tudo de volta. Há algo errado nisso? Pode ser que o destino nos amedronte e nunca mais nossos lábios se toquem, nem nossos corpos se juntem.  Todavia, o amor foi caprichoso em nos dar prazer e alegria.

 

Foi uma perda o que houve, então. Não é a mesma coisa que falar que o sol voltou mais quente ou menos frio. Mas a lua, sim, sentiu saudade da gente como naquela noite de Pholhas, em plena madrugada fria.

 

A mesa de banquete da despedida foi posta por suas próprias mãos. No verso do cartão de convite não tinha nada escrito! No anverso, sim, você colocou: meu EX-AMOR, com tanta ênfase que seu egoísmo sentiu, doeu e não apagou o seu desejo de mais um carinho.

 

Volta e meia, no meio da noite, as lembranças não param. Como não vou mesmo trabalhar amanhã, pouco me importa se o Morfeu não chegar, e por isso mesmo sinto saudade de quando estava ao meu lado. O travesseiro sofre fortes abraços.

 

Uma peça de roupa dormita sobre a cama. O cheiro da pele de alguém muito especial, nela, está impregnado; as marcas de amor, da mais profunda intimida, permanecem vivas. Quem ousa apagá-las? Nenhum louco a isso se arriscaria.  

 

E, depois, quantos beijos foram dados? – Eu não sei, não tive tempo de contá-los. Nem você sabe, estava também muito ocupado. Quantas vezes suas mãos por sobre mim escorregaram, e sobre meu peito loucamente me afagaram! Se houve exagero é porque nossos corpos pediram, e sempre loucos por mais. Quem sonega carinho é deselegante e mal amado.

 

A distância diz que o amor é lindo! Então! Agora nossos momentos se foram! E por que optar por mais uma noite se tudo está acabado? Enquanto houver desejo, amor e carinho hão de existir, pois dos bons e grandes momentos sempre se sente saudade…

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: