Arquivo de agosto, 2013

domingo, agosto 25th, 2013

A CORDILHEIRA DO ANDES

 

Da montanha coberta com peças de linho,

Do pacífico oceano de onda agitada,

E da cidade chilena de Salvador Allende,

Traze-me – loirinha – um presente de lá!

 

Roupões que aparentam robôs,

Cachecol que abraça o pescoço.

Não é tunda – querida – é bom que acredite,

Mas elogio de parte do amor!

 

Semblante de musa e ar de menina,

Tratamento que dou em todas às manhãs,

Pupilo que esquia em pose de artista

É família adotada por Deus nosso fã.

 

A Cordilheira chorará de saudade,

Culpa de quem, dos olhos verdinhos?

Condenado, pois, será o indivíduo,

Que não sobe à montanha e espera assentado!

 

Reclamas do frio dentro do agasalho!

Por acaso não vês que estou derretendo?

Quisera ter perna e correr como um dardo

E cedinho sem sol te abraçar na chegada.

Anúncios

IPUEIRAS

sábado, agosto 3rd, 2013

IPUEIRAS

Ipueiras querida, terra de minha vida;
Ipueiras majestosa, terra de versos e prosa;
Ipueiras de Mileto, de Zacarias e de Costa Matos;
Ipueiras de Boré, de Tunda, Carloto e Paiaz;
Ipueiras de Dalinha, de Major Sebastião e Antônio Tomaz;
Ipueiras de Mariano Ribeiro, de Dario Catunda e Dr Merlquíades.
Ipueiras, tu és minha terra!
Ipueiras, tu és minha amada!
Ipueiras, teus filhos – onde quer que estejam – não te esquecerão jamais!

%d blogueiros gostam disto: